Logotipo Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e de Prestação de Serviço de Monte Sião

Formulário de Consulta

CÓDIGO SENHA

Pontos Turísticos

IGREJA NOSSA SENHORA DA MEDALHA MILAGROSA

A Paróquia de Monte Sião é dedicada a Nossa Senhora da Medalha Milagrosa. Após sério estudo histórico chegamos a descobertas muito interessantes e relevantes:

1. Monte Sião foi o primeiro lugar do Brasil consagrado a N. Sra. da Medalha - 1849 (150 anos).

- Conseguimos na Cúria de São Paulo a cópia da provisão para construir aqui, até então sertão desconhecido das Minas Gerais, de difícil acesso às capitais, uma capela a Nossa Senhora da Medalha (1849).

- O fundador desta cidade escreveu uma carta ao bispo de São Paulo pedindo autorização para tal construção em 1848, afirmando a grande devoção a Medalha Milagrosa aqui existente. Então a devoção popular veio antes da construção da capela.

Curiosidades: N. Sra. apareceu a Sta. Catarina Labouré na França em 27/11/1830 pedindo que cunhasse a medalha e quem a usasse receberia um proteção especial.

A primeira medalha foi cunhada em 1832 e a sua divulgação pela Europa se deu por volta de 1836. Apenas 12 anos depois já estava sendo feito um pedido oficial para construir uma capela num local onde não existiam imigrantes franceses. Quem iniciou tal devoção em Monte Sião? Tal cidade na época não tinha estradas, era um local de difícil acesso. "Maria escolheu um lugar simples de gente simples"...

 

2. A imagem de Portugal aqui venerada difere de todas as imagens de Nossa Senhora que conhecemos. Ela é única.

Foi trazida de Portugal para o Rio de Janeiro, e no lombo de cargueiros até aqui a 118 anos aproximadamente.

Características sui generis: - Os escritos em seu arco: "Quasi cedrus exaltata sum in Libano et quasi Cypressus in Monte Sion".

- Esta imagem apresenta N. Sra. com todas as feições femininas: Seios, busto, cintura, coxas etc. Isso não era comum na época.

 

3. Muitas graças foram alcançadas nesta igreja. Temos vários relatos assinados. A minoria das pessoas concordam em divulgá-los.

No dia 5 de novembro a 60 anos atrás esta imagem foi trazida de volta para a matriz pois o então bispo da época havia mandado retirá-la por causa das características acima descritas. Contam os antigos que após a retirada da imagem deu-se nesta região uma grande seca; chovia nas cidades vizinhas e aqui não. O povo ligou a seca com a saída da padroeira e exigiam sua volta. Quando a procissão estava chegando na igreja começou a chover. As testemunhas vivas aceitam ser entrevistadas...

No dia 5 de novembro de 1999 - 150 anos de devoção, a 60 do \"Milagre da chuva\" a igreja é elevada a SANTUÁRIO com a seguinte programação:

- 01/11 - 19h30min - Missa presidida pelo padre Antônio Maria.

- 02/11 - 19h30min - Missa presidida pelo Bispo de Campanha - Dom Diamantino.

- 03/11 - 19h30min - Missa presidida pelo Bispo de Amparo - Dom Francisco.

- 04/11 - 19h30min - Missa presidida pelo cardeal Dom Paulo Evaristo Arns.

- 05/11 - 19h30min - Dia da Consagração e elevação a SANTUÁRIO, com missa presidida pelo Arcebispo de Pouso Alegre Dom Ricardo Pedro.

 

MORRO PELADO

É o acidente natural mais importante por ter sido o elemento inspirador do atual nome da cidade. Missionários jesuitas viram no morro, grande semelhança com o Monte Sion, e sugeriram o nome para cidade. Do alto dos seus 1.319 metros de altitude, descortina-se um ampla e bela paisagem dos contrafortes da Serra da Mantiqueira. Em noites sem neblina, é possível avistar diversas cidades paulistas, entre elas Campinas.

Quem já teve o prazer de subir no seu topo, maravilhou-se com densas matas tropicais e profundos vales. Pequenos riachos deslizam através da mata e por entre as rochas onde a luz do sol jamais atingiu, favorecendo com isso a grande umidade presente.

O Morro Pelado tornou-se um valioso e inestimável patrimônio natural. Para chegar ao local, o turista pode optar por subir até o topo de carro através de estrada íngrime mas que em dias ensolarados permite a subida de veículos sem tração nas quatro rodas. Para aqueles que curtem uma subida, existem trilhas que levam ao Morro Pelado e também ao Morro do Cruzeiro, mas é importante sempre ter a presença de um guia que conheça bem a região.

Lá em cima há uma plataforma, onde amantes do voo livre saltam ao pôr do sol. Vale a pena conhecer!

 

PRAÇAS E CORETOS

É impossível pensar em uma cidade mineira e não ter na mente a imagem de uma praça e de um coreto. Em Monte Sião a Praça Prefeito Mário Zucato, um dos principais cartões postais do município, localizada no centro da cidade, possui esculturas em ciprestes (populares ‘buchinhos\'), diversas espécies de árvores com um paisagismo único, que a torna uma das praças mais lindas do Brasil.

O local recebe a apresentação de artistas e é sede do já tradicional Tricofest - Festival de Inverno de Monte Sião, que acontece durante o mês de julho e oferece atrações artísitcas para todas as idades e gostos. Nesta época, a mais fria do ano, a praça fica ainda mais aconchegante e com um clima muito agradável para quem curte boa música.

Outra praça que ofecere um ambiente agradável é a Praça do Rosário, também no centro da cidade. O local abriga uma linda fonte e é servida de quiosques em madeira que servem sorvetes, petiscos e lanches deliciosos. Um local ideal para o passeio em família com muita diversão.

Já a recém inaugurada Praça Prefeito Antônio Oswaldo Bernardi, no Bairro Magioli, é um amplo centro de convivência. Com locais para a prática de esportes (quadra e pista de skate), um espaço destinado às crianças (banco de areia e playground), quiosques, jardins ricos em cores e formas e uma belíssima fonte cravada no centro da praça, o local é ponto de encontro das famílias monte-sionenses nos finais de semana.

 

PORCELANA DE MONTE SIÃO

Porcelana Monte Sião: inaugurada em 1959, foi a principal indústria do município por várias décadas, sendo até hoje a única a produzir nas cores azul e branca no Brasil.

As porcelanas são feitas dos seguintes materiais: Argila, Caulim, Feldspato e Quartzo. Essas matérias primas são extraídas da região. A Porcelana Monte Sião, com 40 anos de tradição, é a única que produz porcelana Azul e Branca no Brasil. A linha de desenho das peças é totalmente artesanal, de modo que nenhuma de suas pétadas são iguais as outras. A fábrica é auto-suficiente em madeira para queima dos seus fornos, com uma área exclusiva para reflorestamento.

O visitante poderá percorrer suas instalações e conhecer todo o processo de fabrico da porcelana.O visitante não poderá deixar de visitar este empreendimento que nos seus 40 anos de existência, todo o maquinário utilizado para produção das porcelanas foi engenhado na própria fábrica e até hoje se rende com sucesso à evolução tecnológica.

 

MOSTEIRO DA SANTÍSSIMA TRINDADE

O Mosteiro convida a um momento de pausa e reflexão da vida através de orações. Os monges, que vivem de seu trabalho e da providência divina (ora et labora - latim: oração e trabalho), realizam atendimento espiritual gratuito para todos que necessitam de uma palavra de conforto. Veja abaixo as fotos dos pontos turísticos de Monte Sião, mais não deixe de conferir pessoalmente !!!

 

MUSEU HISTÓRICO E GEOGRÁFICO

Pertence a Fundação Cultural "Pascoal Andreta", entidade sem fins lucrativos criada com objetivos estritamente culturais. Faz vizinhança com a Prefeitura.O museu é dividido em quatro seções:

Na primeira, encontram-se documentos, aparelhos sonoros, máquinas datilográficas antigas, móveis, apetrechos de cozinha, lampiões, salão de barbeiro, coleção de botões, pedras e insetos, gabinetes dentários, pinturas do casario da cidade, da zona rural e de figuras pitorescas.

A segunda seção reúne somente fotografias onde se podem apreciar aspectos antigos da cidade e seus moradores, e uma coleção de moedas e cédulas.

A terceira seção é a mais nova e foi inaugurada durante o XXIII Congresso Brasileiro de Espeleologia. Trata-se da primeira caverna artificial instalada dentro de um museu, com 15 metros de extensão, um travertino com água corrente, belas estalactites tipo "canudos" com água gotejando, pérolas, flores de aragonita e até mesmo um abismo ainda inexplorado.

A quarta seção retrata fielmente a zona rural da região. Alí estão expostos o rancho do tropeiro com duas esculturas em tamanho natural, a casa de sapé com esculturas, o moinho de fubá, o rodão d'água girando e acionando um monjolo, oficina de ferreiro, coleção de armas e peixes, moedores de cana, carro-de-boi, trole, oratórios etc.

Circulando duas laterais da quarta seção, foi construído um mezanino utilizado para exposições de rádios, vitrolas, máquinas de escrever e de calcular e muitos outros objetos antigos, doados por moradores da região.

Sem dúvidas nenhuma, a iniciativa da construção do museu é louvável e de muita conciência cultural, um empreendimento que não pode ser deixado de ser visitado por qualquer um que visite Monte Sião.


Galeria de foto




<< Voltar

Rua Minas Gerais, 233 - Centro
Monte Sião/MG - CEP: 37580-000
Telefax: (35) 3465-1011
Consulta SCPC e CHEQUE: 0800 707 4024
Central de transportes: (35) 3465-8051
E-mail ACIMS: acims@montesiao.com.br
FACEBOOK Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e de Prestação de Serviço de Monte Sião SIGA-NOS NO TWITTER YOUTUBE FACEBOOK ACIA Online
DESENVOLVIDO POR SOPHUS TECNOLOGIA